segunda-feira, 12 de abril de 2010

O seu comentário deu um post (II)

Comentário deste post:




SOLRARO disse...

Infelizmente já estamos habituados às considerações que o Pde.Julião faz nas sua homilias, que por vezes chegam a ser três, ao princípio, ao meio e ao fim, de cada missa. Não é de estranhar que a clientela seguidora venha a lume defender os seus dotes de pregador, não se sabe de que religião, decerto que não é a de Cristo.
Infelizmente não tivemos, nesta terra, um Padre como Dom Hélder Câmara, o Brasil deve-lhe muito, mas também a humanidade não pode esquecer a sua vida e os escritos que nos deixou. Para que as pessoas se possam aperceber das diferenças entre o Pde.Julião e este Bispo da Igreja Católica Brasileira, vou transcrever apenas uma parte que me parece fundamental, deixando aos leitores deste artigo, a curiosidade para se atreverem a ler DOM HÉLDER CÂMARA, e daí tirarem as suas conclusões àcerca do que é ser um Padre a sério e o ser-se um Padre de aldeia, como o nosso Pde. Julião:-

«CRER NA JUSTIÇA E NO AMOR
Se não se acredita na força da justiça, da verdade e do amor; se não se acredita na força das ideias e nos métodos democráticos, então é inútil manter abertas as igrejas, abertas as universidades, aberta a imprensa escrita e falada, aberto o Parlamento...»

«NÓS E O NOSSO CLERO
...ACABEMOS, DE UMA VEZ PARA SEMPRE, COM A IMAGEM DO BISPO-PRÍNCIPE, QUE HABITA UM PALÁCIO, ISOLADO DO SEU CLERO QUE ELE MANTÉM À DISTÂNCIA E COM FRIEZA. ACABEMOS COM TUDO O QUE PODE DAR AOS PADRES A IMPRESSÃO QUE ELES SÓ SÃO VISTOS E CONHECIDOS ATRAVÉS DO GUICHET DA CÚRIA DIOCESANA, NO MOMENTO DE PAGAR AS CONTRIBUIÇÕES OU DE CONHECER AS EXIGÊNCIAS. ACABEMOS COM A IMAGEM DA AUTORIDADE QUE SE IMPORTA MAIS, DE FACTO. EM SE FAZER DO QUE EM SE FAZER AMAR, EM SE FAZER SERVIR DO QUE EM SERVIR»

(O Escândalo dos Infra-Homens, por Dom Hélder Câmara)
12 de Abril de 2010 12:51

Sem comentários:

Publicar um comentário